Seguidores

5 de abr de 2016

Estudo sobre Levítico 18:22 (e o capítulo) e a homossexualidade

Estudo feito por Djoni Filho e Emmanuel Dijon
-------------------------------------------------------

Um dos versículos chaves para os que defendem que a homossexualidade é pecado é Levítico 18:22

"Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é".

Seguindo a regra "a primeira impressão é a que fica", vemos que um homem não deve ter relações sexuais com outro, porque é abominação. Para começo de história há uma série de questionamentos para se fazer a quem conclui isso.

1. Considerando a hipótese de tratar-se de fato da homossexualidade, porque a condena-se apenas a masculina? Uma mulher se deitar com outra pode?

2. Porque deitar-se como se fosse mulher? Pode-se deitar como se fosse homem?
3. Porque é abominação?

Em meu primeiro vídeo no Youtube (https://www.youtube.com/watch?v=suuDhLZJnFw) falei que, de acordo com o idioma original, não se trata de mulher, e sim esposa, e isso muda tudo. Cometi um pequeno deslize em falar que o original era o grego (e até expliquei com base no grego porque trata-se de esposa - https://www.youtube.com/watch?v=hACRiEa4F8w), quando na verdade o AT foi escrito em hebraico (apesar de ser traduzido peo grego e ser amplamente estudado pelos judeus no NT, incluindo Paulo).

Pois bem, analisamos a palavra "mulher" em hebraico, nessa passagem (acompanhe em http://www.bibliaparalela.com/interlinear/leviticus/18-22.htm):
נָשִׁים - ishah (fala-se "ishaw"), substativo feminino usado para definir mulher (es), ESPOSA, feminino ou fêmea. Portanto, é impossível que Lv 18:22 trate-se de esposa? Não.

Genesis 2:24 - "Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.". Apesar da palavra MULHER ai, estamos falando de ESPOSA. "à sua mulher". Usa a mesma palavra, assim como Êxodo 4:20, Levítico 18:8, Números 5:14, dentre várias outras passagens do AT.

Aproveitando a pesquisa de palavras, vamos analisar também a palavra "abominação":
תּוֹעֵבָה - toebah (pronuncia-se "toaybaw") - abominação, algo desagradável, um aborrecimento, uma IDOLATRIA, um ÍDOLO.

Aparentemente idolatria totalmente fora do contexto, mas veremos mais pra frente que faz todo o sentido.

Não é admissível considerar que mulher aqui, esteja totalmente desvinculada do casamento, visto que o povo hebreu só considerava lícito o relacionamento envolvendo casamento. O que ainda seria era considerar um termo como sendo esposa E mulher.

O termo "deitar-se com homem se mulher fosse", nos trás uma interpretação interessante: se um homem se deitar com outro como se mulher fosse, ele imagina que ali há uma mulher. Logo, temos um travestido, ou seja, um homem que se veste ou aparenta ser uma mulher. Abaixo segue link sobre uma postagem minha aqui especial sobre os "efeminados", ou "prostitutos do templo", que era homens que se vestiam como mulheres para se relacionar tanto com homens como mulheres, em culto a deuses pagãos.
http://djonifilhodebate.blogspot.com.br/2016/03/sodomitas-efeminados-e-os-homossexuais.html

Em Dt 22:5 há menção:Não haverá traje de homem na mulher, e nem vestirá o homem roupa de mulher; porque, qualquer que faz isto, abominação é ao Senhor teu Deus.

Mostra não só o reforço do contexto de travestido, como volta com a palavra "abominação".


Agora vejamos a prova definitiva, analisando o capítulo 18 de levítico, para descobrirmos em que contexto ele ocorreu:

Vemos que ele se trata de proibições de práticas do Egito e Canaã. Logo no começo Deus deixa claro que é o Deus deles, criando a clara distinção com as outras duas terras. Pra reforçar isso, ele cita certos comportamentos que havia no Egito e Canaã e os proíbe.



Os versículos 6 ao 18 trata exclusivamente de incesto, que era prática muito comum no Egito, inclusive entre os faraós para perpetuar a linhagem real, ou azul. Os faraós, diga-se de passagem, imitam seus deuses que, de acordo com a cutura egípcia, também praticavam incesto. Eis ai a explicação para ser tão veemente proibida por Deus: evitar essa mistura e esses comportamentos. Se distinguirem do povo egípcio. O incesto aqui era condenável tanto para se relacionar com seus parentes, quanto aos parentes de sua esposa.



Ainda analisando esses versículos, a palavra "mulher" é citada 7 vezes:

8 => esposa (mulher de teu pai) ESHET

11 => esposa (mulher de teu pai)

14 => esposa (mulher de teu tio)

15 => esposa (mulher de teu filho)

16 => esposa (mulher de teu irmão)

17 => mulher (mulher e sua filha) << mas considerando que é para tomar a nudez, poderia se considerar também como esposa... mas não a esposa já casada, e sim aquela que se pretende casar... o termo aqui seria um tanto ambíguo, mas sempre com a finalidade do matrimônio.

18 => mulher (mulher e sua irmã) << vide explicação do versículo anterior.


Seria portanto coerente informar que todo o contexto bíblico dessas passagens trata-se de esposa. Analisando o hebraico, temos


8 e 11 => ESHET (mulher de teu pai), que na verdade, é uma junção de "esposa de"... vindo da rais ISHAH.

14 => ISHITOH (mulher do teu tio), que na verdade, é uma junção de "esposa dele"... vindo da rais ISHAH.

15 => ESHET (mulher de teu filho)... rais ISHAH.

16 => ESHET (mulher de teu irmão)... rais ISHAH.

17 => ISHAH (mulher)... rais ISHAH

18 => ISHAH (mulher)... aqui como HAISHAH, que significaria "e uma esposa"

reforçando então o que disse anteriormente... prosseguindo com os versículos...


19 - não se chegar a uma mulher quando estiver menstruada. Claramente, MULHER e não esposa, mas considerando que as relações hebréias são matrimoniais, não há como desvincular.

Outra prática do Atigo Egito, onde a menstruação era reverenciada e associada ao próprio Principio Divino Feminino, pois trazia em seu vaso sagrado (ventre) a possibilidade de criar vida de dentro do seu próprio corpo e nutrir essa vida com o alimento gerado dentro dele. A menstruação era a própria criação. As mulheres se retiravam para se regenerarem e conectarem com suas ancestrais e sua intuição. O sangue tinha poder sagrado, e era até usado como fertilizante. Os faraós antes de serem enterrados eram pintados com o sangue menstrual para garantia de seu nascimento. Portanto, mais uma prática abominada por Deus, e com clara evidência de se distinguir do povo israelita.



20 - esposa (mulher do teu próximo) => ESHET.


21 -  não se usa aqui termo de esposa ou mulher, mas é um versículo relevante para o contexto bíblico... não se presta culto a Moloque... já vamos aqui pra cultura Canaã, onde os amonitas (etnia de Canaã) o cultuavam, sacrificando recém-nascidos e jogando na fogueira (por isso "não dará nenhum da descendência para passar pelo fogo perante Moloque"). Segundo as escrituras dos amorreus (1900 a.c mais ou menos), haviam rituais de adoração com atos sexuais.Mais tarde foi adotado pelos cartaginenses como cronos, na Grécia Antiga.

A conotação sexual explica porque ele aparece aqui... está dentro do contexto bíblico.



24 - "Com nenhuma destas coisas vos contamineis; porque com todas estas coisas se contaminaram as nações que eu expulso de diante de vós."... a idolatria.


Deus condena prática de incesto, fornicação, orgia sexual... tudo centrado na idolatria, porque era feito para servir a outros deuses.

Vale também lembrar aqui que, apesar de para todos esses pecados, apesar o de deitar-se com homem é abominação (o que mostra a gravidade, e portanto, dar margem para falar da prática homossexual), as mesmas palavras se repetem nos versos 26 (nenhuma dessas abominações farei), 27 (todas essas abominações fizeram os homens), 29 (alguma dessas abominações) e 30 (práticas abomináveis). Todas elas vindo da mesma palavra também em hebraico, toebah (pronuncia-se to-ay-baw'). Ou seja, todas as práticas do capítulo são abominações, não só a que "poderiam" refere-se aos homossexuais.

Diante de todo um contexto de idolatria e mulher sendo tratada como esposa, não se pode admitir que apenas o versículo 22 fuja de todo esse contexto.

31 de mar de 2016

Sodomitas, efeminados e os homossexuais (?)

Seriam os efeminados e sodomitas os homossexuais ativos e passivos? De fato teria alguma coerência isso?

Autores do artigo: Djoni Filho e Emmanuel Curinga.

26 de jul de 2013

Você se veste como uma puta?


Prostituta é necessariamente uma mulher, que tem uma vestimenta exclusiva (como os militares, por exemplo) que a caracteriza, tornando-a reconhecível em qualquer local que seja. Um batom vermelho? É puta. Roupinha mais curta, colada? É puta. Saiba aqui se você se veste ou não como uma puta. 

24 de jul de 2013

Posição de dormir define personalidade?


Geralmente assumimos várias posições antes de dormir. É possível se acostumar com novas posições. Assim sendo, se a posição de dormir é consequência da personalidade, também assume o papel de causa dela, bastando mudar de posição para que a personalidade mude. É assim tão simples mesmo?

21 de jul de 2013

Questionar ou não. Eis a questão.

Não existem só os extremos de negar e afirmar. É possível questionar. Podemos ser imagem de semelhança de alguém melhor que nós mesmos. A perfeição pode ser procurada de forma específica, mas nem todos procuram de forma ampla. Até porque não é um sonho, é utopia.