Seguidores

31 de mar de 2016

Sodomitas, efeminados e os homossexuais (?)

Seriam os efeminados e sodomitas os homossexuais ativos e passivos? De fato teria alguma coerência isso?

Autores do artigo: Djoni Filho e Emmanuel Curinga.



Já fiz dois vídeos falando sobre esse assunto, sobre ser gay ser ou não pecado:
Homossexualidade e fanatismo cristão 

                                     
É pecado ser gay? Fundamentação Bíblica

Considerando meu intuito de manter meu blog ativo, e a falta de tempo e espaço para fazer meu vídeo, irei postar minha pesquisa completa comprovando que ser gay não é pecado, e posteriormente farei um vídeo final com a síntese.

A primeira "evidência" encontrada por aqueles que acreditam que a homossexualidade é condenada pela Bíblia, usam-se de 1 Corintios 6:9-10, que diz: "Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os EFEMINADOS, nem os SODOMITAS, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus".

Analisando superficialmente o texto, já percebe-se que há alguns pontos que devem ser melhor analisados:
Efeminados, em suma, é um homem com trejeitos femininos. Sua voz é fina? Dizem que você anda rebolando, mesmo sem ter intenção? Desmunheca? Você é um efeminado e não herdará o Reino dos Ceús. E você nem gay é. Mas analisando mais a frente o contexto cultural, até eu seria considerado efeminado... porque tiro a barba, por exemplo.

Faz sentido? Não. Nem em associar isso à homossexualidade (até porque há muitos homossexuais que falam mais grosso do que eu, e há homossexuais mulheres), e nem simplesmente colocar que efeminados não herdarão o Reino dos Ceús. O fato de isso ser colocado junto com devasso, idólatra e adúltero já indica um contexto muito mais sério do que esse.

Paulo, nesse capítulo, foca muitos nos pecados sexuais. Nesse versículo ele condena os que são entregues aos prazeres do sexo (devassos), que servem/adoram ao desejo (idólatras), que traem seu cônjuge (adúlteros) e que praticam os pecados que os moradores de Sodoma cometeram (sodomitas). Posteriormente condena relação sexual com prostituta (verso 15), manda fugir da fornicação (verso 18). O que um relacionamento pautado no amor, no companheirismo, entre dois homens ou duas mulheres, tem a ver com isso, ou se encaixa nisso? Em nada. Pior é que a Nova Versão Internacional da Bíblia já substitui essa palavra por homossexuais ativos e passivos!

Vamos então a um estudo mais aprofundado. Literalmente, na raiz do problema. O Novo Testamento foi escrito em grego, portanto nada melhor do que analisar no idioma original para pegar mais informações.

Acessando http://www.bibliaparalela.com/interlinear/ você acompanha o que vou explicar:
Efeminado vem do grego μαλακοὶ (malakos), que significa essa palavra, e também tem como sinônimo suave, delicado.
Essa palavra encontra-se somente em mais 2 passagens da bíblia:

Mateus 11:8 - "Sim, fostes ver? um homem DELICADAMENTE vestido? Os que trajam delicadamente estão nas casas dos reis".
(Aqui delicado vem de fino... tecidos finos são caros, então estão ricamente vestidos)

Lucas 7:25 - "Mas que saíres a ver? um homem trajado de vestes DELICADAS? Eis que os que andam com preciosas vestiduras, e em delícias, estão nos paços reais".

Alguma passagem, incluindo a estudada, critica a homossexualidade? Vejamos o contexto histórico:
(Fonte: http://teologiaeinclusao.blogspot.com.br/2011/09/efeminados-e-sodomitas-quem-sao-eles.html)
Corinto, centro das recomendações de Paulo da primeira e segunda carta aos Coríntios, fica na Grécia. O cristianismo cresceu em meio a uma promiscuidade sem limites. Era conhecida pela luxúria, e por isso Paulo batia tanto nessa tecla.

Havia dentro da cidade, um templo da deusa Afrodite, onde ficavam sacerdotisas que, aos finais de tarde, desciam até a cidade para se prostituirem, cultuando o sexo. Em religiões pagãs primitivas isso era muito comum. Paulo vivenciou isso. A prostituição também era feita por homens, que deixava os cabelos longos, e tinham aspectos efeminados.

http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2010/03/29/historiadores-buscam-verdade-sobre-prostituicao-nos-templos-da-antiguidade.jhtm
http://www.revistanearco.uerj.br/arquivos/numero12/68-84.pdf

Ao que tudo indica, os efeminados eram o símbolo desses prostitutos. Eram o que os distinguiam dos demais, e um cristão ser efeminado era parecer com eles, o que representava um verdadeiro escândalo. Para entender melhor o contexto cultural do uso dessa palavra, analisemos o livro "Ante-Nicene Fathers, Volume 2, p. 275 e 276", que era um manual para a igreja primitiva, escrito por Clemente de Alexandria, nascido no ano de 150 d.C e referência na Igreja Católica:

"Mas para aquele que é um homem se pentear e se barbear com uma navalha, por uma questão de estética, para arrumar o cabelo no espelho, raspar as bochechas, como uma fêmea! E, na verdade, a menos que você os veja nus, você poderia supor que eles sejam mulheres. Porque Deus desejou que mulheres fossem lisas, e é uma glória os cabelos crescerem naturalmente por si só, como a crista de um cavalo; mas tem adornado homem, como os leões, com uma barba, e dotou-o, como um atributo da masculinidade, com peitos peludos, um sinal de sua força e regra. Essa, então, é a marca do homem, a barba, pelo qual ele é visto como um homem, é mais velho que Eva, e é o símbolo da natureza superior. Neste Deus considerou justo que ele deve sobressair, e dispersa cabelo ao longo de todo o corpo do homem.

Por isso, é ímpio profanar o símbolo da masculinidade, com pelos finos. Mas o embelezamento de suavização (pois estou avisado pela Palavra), se é para atrair os homens, é o ato de uma pessoa efeminada, se para atrair as mulheres, é o ato de um adúltero; e ambos devem ser conduzidos, tanto quanto possível da nossa sociedade."

(Disponível em inglês, no site http://oll.libertyfund.org/sources/2178-facsimile-pdf-coxe-ante-nicene-fathers-volume-2-fathers-of-the-second-century/download)

Logo, um efeminado não condiz com um homossexual, visto que a intenção era a prostituição, seja com homem ou com mulher, e ambos no plural, então são vários parceiros masculinos e femininos. O pecado não está no fato de relacionar com homem, ou ter característica de mulher (que hoje nem é considerado como efeminado), mas porque esse era o intuito para se prostituir.

E quanto aos sodomitas?

Algumas versões da Bíblia trazem como sinônimo de homossexualidade... mais especificamente, no mundo cristão, é considerado o sexo anal como sodomia, sendo atribuído esse pecado aos cidadão da extinta Gomorra, destruída por Deus.  E porque Deus destruiu Sodoma? Vamos ver na Bíblia...

Genesis 19:1-28 fala da história. Dois anjos de Deus desceram à Terra pra destrui-la por conta dos seus pecados, e avisa a Ló para ir embora com a família. Lá chegando, foram muito bem recebidos por Ló, e ficaram hospedados na casa dele. Os cidadãos de Sodoma pediram pra ele mandar pra fora de casa os dois anjos (sem saberem que eram anjos) para eles os "conhecessem", ou seja, para deflorá-los. Ló pede que não façam isso, e em troca oferece suas duas filhas virgens para serem abusadas sexualmente (a conotação moral disso será discutida em outra postagem, posteriormente). Eles não aceitam, e decidem arrombar a porta. São impedidos e cegados pelos anjos e depois Ló foge e Sodoma é destruída.

Ló era morador daquela cidade há muito tempo, conhecia a cultura, os costumes... porque ele ofereceria as filhas dele para homossexuais? Porque eles não eram homossexuais. A questão aqui não o ato sexual com um homem, mas o estupro, a violência, a soberba, ociosidade, falta de caridade, a fornicação... e a falta de hospitalidade. Vejamos:

"Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos." Hebreus 13:2

Mateus 10:11-15 fala que Jesus mandou os apóstolos evangelizarem. Se os hospedassem, que aceitassem. Se forem hostis, que batessem os pés como protesto saíssem. E assim Ele finaliza: "Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade."

Judas 1:7 - Assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.

Ezequiel 16:49 - Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: Soberba, fartura de pão, e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca fortaleceu a mão do pobre e do necessitado.

O termo "sodomita" usado por Paulo, vem do grego ἀρσενοκοίταις (arsenokoitais), que é um neologismo criado por Paulo, da junção das palavras "homem" (arsen) e "cama" (koiten)". Isso para alguns tradutores já configura que é a critica a homossexualidade, como se fosse para ir para cama com outro homem. Entretanto, já vimos que resumir à isso não é correto, dentro do próprio contexto bíblico.

Entretanto, essa junção mostra, mais uma vez, que tratam-se da prostituição cultual, isso porque:
1) Paulo era assíduo leitor do Pentateuco, traduzido do hebraico para o grego, assim como um bom judeu;
2) Essas duas palavras encontram-se separadas, em Levítico 18:22 - "Com homem não te deitarás como se mulher fosse, abominação é".  Homem = arsen e Deitar = koiten. E não, Levítico não refere-se novamente a condenção à homossexualidade. Sobre ele, em específico, cabe uma nova postagem. Mas por enquanto, vejam esse link http://teologiaeinclusao.blogspot.com.br/2011/08/conversa-franca-sobre-levitico.html que de uma forma resumida dá uma boa explicação.

Complementação - reforçando o contexto dos prostitutos do templo (editado em 05/04/2016):


Prostituta = קְדֵשָׁה ou qedeshah... significa simplesmente prostituta. É um nome feminino.
קָדֵשׁ = qadesh - masculino de qedesh... substantivo masculino. definições: sodomita, pessoa sagrada, devoto, idolatria silenciosa. É o nome que substitui "sodomita" em Dt 23:17. Sem nexo portanto falar que não haverá prostituta ou homossexual. Não haverá nem prostituta e nem prostituto.

O estudo léxico BDB - Dicionário Hebraico Bíblico de Brown, Driver e Briggs do Antigo Testamento, referência na lexicografia moderna e sendo conhecido como o mais importante dicionário hebraico bíblico na lingua inglesa, conforme página 48 da tese de mestrado (https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/90857/273667.pdf?sequence=1&isAllowed=y) do Marcos Antônio de Sousa, pela UFSC - em estudos da tradução, classifica a palavra para denominar os PROSTITUTOS DO TEMPLO.

Em mais 5 locais é usado: 1 Reis 14:24, 15:12; 2 Reis 23:7, Jó 36:14.

O que mostra, no contexto do antigo testamento, a prostituição cultual masculina. É a prova de que de fato existiu, e a bíblia trás isso. E aí você volta pra 1Co quando Paulo fala dos sodomitas, e usa o neologismo arsenokoitais, homem+cama, mesmas palavras do Levítico, juntando o contexto do AT e NT. Termina o "triangulo" com os prostitutos do templo usados como sodomitas no antigo testamento, fechando o contexto.