Seguidores

30 de dez de 2011

O Silencio como expressão da música

gatinho escutando música
A música é um dos fenômenos mais hipnóticos de todos os tempos. Ela controla ações, humor e até nosso modo de pensar, e pode ser mais persuasiva que qualquer palestrante ou advogado. 










Recentemente li uma postagem no Blog Viva la Vida, chamado "A música como expressão do silêncio", muito interessante por sinal. Li e comentei com muito prazer na postagem, principalmente porque refletiu em mim a seguinte psicologia reversa: "O silêncio como expressão da música".

A música (e os músicos) nos manipulam mais do que imaginamos. É verdade que, dependendo do nosso humor, escolhemos a música, mas muitas vezes aparece aquela música que não condiz com nosso estado de espírito, mas nos muda completamente.

Não digo só em relação ao humor, mas também aos sentimentos, ações e pensamentos. Elas colocam diversos cenários em nossas mentes. Um show, um cenário de teatro, o interior de um carro de última geração, tanto no pólo passivo como no ativo.

Músicas como "Água de Bar", do Ricardo & João Fernando (aqui bombando com Forró Real e Forró do Bom), dá em muitos a vontade de começar a dançar e beber a bendita água de bar (cachaça). Da mesma forma, músicas que mostrem o contrário, como a "Faz um milagre em mim", do Regis Danese.

Eu, por exemplo, quando ouço a música "Apaga mas não bate", do Apocalipse 16, tenho vontade de treinar jiu jitsu. Sempre gostei da arte, sou iniciante, mas músicas assim me empolgam.

A música nos acalma, nos deixa agressivos, empolgados. Pensei que as pessoas mais influentes e persuasivas fossem os professores, políticos e líderes religiosos. Hoje penso que são os músicos.

Os vídeos (clipes) a que se referem as músicas aqui citadas estão todas listadas no nosso recém-criado canal no Youtube! Confira: http://www.youtube.com/user/DivulgandoeDebatendo

Agora pergunto a vocês:qual o estilo musical que vocês mais curtem? Qual música mais marcou a vida de vocês?