Seguidores

11 de jul de 2013

A morte do Daleste e a apologia a violência


Morreu porque mereceu. Faz apologia à violência. Menos um funkeiro no mundo. Motivo para comemoração. E pela vitória da hipocrisia, quem bate palma?


Uma das notícias que mais vi sendo comentadas foi a morte do Daniel Pellegrine, o MC Daleste. Pairam várias questões sobre o assunto, mas a principal foi a reação negativa a sua morte. Muitos COMEMORARAM sua morte. Um funkeiro a menos no Brasil, um cara que mereceu morrer porque ele mesmo fazia muita apologia a violência, etc, etc, etc.

Acho que alguém que fica feliz com a morte de alguém só porque canta uma música diferente da que você ouve, por mais que você ache ridícula, é doentio. Temos sim que questionar tudo que ouvimos, e no funk é um dos principais, mas não é torcendo para que os cantores morram que vai resolver.

Música odiada por muitos

O funk sem dúvidas é odiado por muitos. Eu não tenho uma revolta, mas procuro passar longe, apesar de gostar dos mais antigos (Mc Marcinho, Claudinho e Bochecha, etc) e apesar de raro gostar de alguns atuais. No momento que eu lembre seria o Mc Garden com a música "Isso é Brasil".

A questão é que eu escuto muita música internacional, que eu nem sei qual a tradução, e já vi algumas e fiquei assustado. Eu gosto de Iron Maiden, Black Sabbath. Conheço muita gente que ama axé, pagode, forró, swingueira, e são frequentes letras de violência, de depressão, de sexo. E as pessoas gostam demais.

Apologia a violência

Tem apologia sim, isso é verdade. Mas como já mostrei em outras músicas também tem. Eu adoro filme de ação. Muita gente adora filme de terror. Filme pornô, apesar de ser símbolo da hipocrisia, porque todo mundo nega mas muito adoram. E essas apologias? E o seu joguinho que tem violência? E o filme em que os Mercenários mostram um comportamento totalmente distorcido do que a "massa" considera correto? E as novelas, já parou pra pensar?

Hipocrisia

Enfim, eu não sou fã de funk, eu não curto apologia a violência, mas crucificar o ritmo como se ele fosse o único vilão, ou ficar feliz porque alguém que canta essa música morreu... se uma bomba cai em cima do bonde das maravilhas, é uma festa! Pura hipocrisia, porque para onde olhamos vemos isso, relevamos, gostamos. Abram os olhos!